aço, vale do aço, minas gerais, contrução civil, construção mecanica

Série Aço e História: 30 dezembro, criação do Vale do Aço (1998)

No dia 30 de dezembro é comemorado o aniversário de reconhecimento da Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA), ou Vale do Aço, como é mais conhecida. Localizado no interior de Minas Gerais, a região é composta por 4 principais cidades: Coronel Fabriciano, Ipatinga, Santana do Paraíso e Timóteo, além de mais outros 24 municípios metropolitanos. O Vale do Aço tem grande importância para a economia brasileira.

Surgimento do Vale do Aço

Em 1911, com a locação da Estrada de Ferro Vitória a Minas, surgiram os primeiros núcleos urbanos na região, mas foi somente em 1936, com a instalação de uma empresa de aço na cidade de Coronel Fabriciano, que o desenvolvimento da região acelerou.

A nova empresa proporcionou a construção de casas, estabelecimentos e aberturas de ruas. Aliado a isso, outras empresas começaram a se instalar na região nas décadas seguintes, especialmente em Timóteo e Ipatinga. Isso trouxe infraestrutura básica e espaços de lazer à população que estava se estabelecendo por lá, e consolidou a integração das cidades, que na época eram subordinadas a Coronel Fabriciano – até 1964.

Já em 1974 houve a formação da primeira comissão a favor do reconhecimento do Vale do Aço. Porém, a região só foi reconhecida em 1998, pela lei complementar nº 51, integrando os municípios de Coronel Fabriciano, Ipatinga, Santana do Paraíso e Timóteo, e as cidades participantes do colar metropolitano. Entretanto, a oficialização das cidades como região metropolitana veio somente em 2006.

Importância para a economia

O Vale do Aço tornou-se internacionalmente conhecido graças as grandes empresas locais e, apesar do seu recente povoamento, corresponde a um dos principais polos urbanos do interior de Minas. Segundo o IBGE, os quatro municípios principais reuniam um total de 485 mil habitantes em 2015.

O grande atrativo da região são os complexos industriaisEm 2011, os quatros principais municípios da região produziram R$10,4 bilhões para o Produto Interno Bruto (PIB), sendo 50,9% da indústria, 48,9% da prestação de serviços e apenas 0,2% da agropecuária. Isso representou 2,7% do PIB de Minas Gerais no ano.

O comércio se tornou a principal fonte de renda em Coronel Fabriciano, uma vez que as siderúrgicas da área deixaram de pertencer ao município após a emancipação de Ipatinga e Timóteo. Mas Ipatinga também apresenta um considerável fluxo mercantil, com destaque para a Avenida 28 de Abril onde está localizado o Shopping Vale do Aço, considerado um dos maiores centros de compra do interior mineiro.

Além do aço, o Parque Estadual do Rio Doce, o Parque Ipanema e a Serra dos Cocais, junto com o artesanato, os grupos de congado das comunidades rurais e os espaços culturais são atrativos da região. A região do Vale do Aço, com certeza, é destaque nacional, sendo muito importante tanto para a economia do país, quanto para a valorização do aço e do setor de construção civil e mecânica.

A Votorantim Siderurgia coloca à sua disposição vergalhões, telas, treliças, arames recozidos, cantoneiras, perfis , barras chatas barras redondas por meio da marca Votoraço, além do serviço de corte e dobra de aço, o Obra Fácil. Somos referência no mercado brasileiro e um dos nossos diferenciais é o atendimento adequado e personalizado para você. Conheça os produtos Votoraço e fique por dentro dos nossos lançamentos. Quer saber mais sobre o aço e construção civil? Acompanhe o nosso blog!