Grandes obras e grandes histórias: conheça 3 arquitetos brasileiros e seus projetos

A arquitetura é uma das áreas mais importantes da nossa sociedade. São esses profissionais que trazem muito mais do que beleza para a nossa paisagem, trazem praticidade. Com soluções para espaços limitados eles tornam a vida muito mais prática. E nesse cenário de praticidade, o aço tem um enorme lugar na construção civil, tanto como elemento estrutural, quanto como revestimento.

Ele é um material 100% reciclável, tendo um impacto muito baixo no meio ambiente, por consumir pouca energia e matéria-prima em seu processo de fabricação. Também gera poucos resíduos e poeira, além de otimizar os processos de construção.

Então vamos conhecer 3 importantes arquitetos brasileiros.

O imortal Oscar Niemeyer

É impossível falar de arquitetura sem falar desse ícone considerado uma das figuras-chave no desenvolvimento da arquitetura moderna. O arquiteto brasileiro ganhou fama principalmente pelos projetos de edifícios cívicos para Brasília e da sede das Nações Unidas em Nova Iorque. Um grande artista e um dos maiores arquitetos da sua geração, Niemeyer foi fortemente influenciado por Le Corbusier, um arquiteto suíço naturalizado francês que foi importantíssimo para a arquitetura mundial, porém, o brasileiro disse que isso não o impediu de seguir direções diferentes na arquitetura.  

Zanettini, o pioneiro do aço

Não poderíamos deixar de falar de Siegbert Zanettini. Pioneiro do aço no Brasil, o arquiteto firmou seu nome na história da arquitetura brasileira principalmente por acompanhar, desde a década de 1970, todas as etapas de introdução do aço na arquitetura do país. Sua opção por esse material vem desde a época em que a arquitetura não usava este material e suas caraterísticas estéticas, muito menos era ensinado sobre o material nas faculdades brasileiras. Mesmo assim dedicou-se em introduzir o aço nos setores e segmentos da construção civil, pois acreditava no imenso potencial desse material.

Nessa época, o concreto era o elemento primordial da construção civil no país. Mas como um visionário, Zanettini começou a elaborar projetos utilizando este material – que já fazia sucesso fora. Nela, o arquiteto testou na prática a diferença entre construir utilizando estruturas metálicas e o sistema convencional. Dessa maneira, consegui montar a estrutura e o fechamento metálico em 45 dias, algo que levaria mais de um ano no método convencional. Após esse grande passo para a construção civil brasileira, o arquiteto criou projetos para postos de gasolina, escolas, agências bancárias e residências. Aos poucos, Zanettini foi mostrando que o aço poderia se fixar de vez como um elemento na construção civil em geral e não só para erguer galpões.  

Maurício Arruda, simples e impressionante

O arquiteto paranaense de 42 anos seguiu um caminho oposto do que aconteceu com outros colegas de profissão. Após se formar arquiteto pela Universidade Estadual de Londrina, Arruda partiu para um mestrado na USP e, antes mesmo de abrir seu escritório, estava dando aulas de design de interiores. As primeiras obras do arquiteto não tiveram tanto destaque quanto as incursões pelo design de móveis, que foram rapidamente captados por revistas especializadas. Só depois o mundo descobriu seu impressionante talento para resolver espaços de forma prática, acessível e bem-humorada.

Com soluções simples, Arruda mostra que o design é uma ferramenta para resolver problemas e melhorar a qualidade de vida. “Eu tento fazer tudo com coisas disponíveis no mercado, de uma maneira economicamente viável”, diz o arquiteto.

A Votorantim Siderurgia coloca a sua disposição o serviço de corte e dobra Obra Fácil e os produtos da marca Votoraço. Somos referência no mercado brasileiro e um dos nossos diferenciais é o atendimento adequado e personalizado para você. Conheça o nosso site e fique por dentro dos nossos lançamentos.

Quer saber mais sobre o aço e construção civil? Acompanhe o nosso blog!