Como as torres de transmissão são feitas_

Como as torres de transmissão são feitas?

As cantoneiras de aço são materiais muito utilizados na construção mecânica, principalmente em estruturas metálicas, como torres de energia e telecomunicações. Mas você sabe como são feitas as torres de transmissãoContinue lendo esse artigo que iremos falar um pouco sobre o que são, classificações, estruturas e fundações das torres de transmissão.

O que são Torres de Transmissão?

Toda energia produzida nas hidrelétricas é transmitida através de cabos (linhas de transmissão), que são sustentados por estruturas metálicas em forma de torre. Nesse processo de transmissão de energia, as linhas de transmissão são os elementos mais visíveis do sistema.  

Estruturas de concreto, metálicas com perfis de aço ou postes de aço podem ser utilizadas para construir uma linha de transmissão. A escolha depende de vários fatores:

  • Espaçamento máximo e mínimo entre fases;
  • Configuração dos isoladores;
  • Ângulo de proteção do cabo para-raios;
  • Distâncias elétricas mínimas entre os pares energizados e a torres;
  • Flecha dos condutores;
  • Número de circuitos;
  • Altura de segurança.

Classificação das estruturas de transmissão

A classificação das linhas pode ser dada de acordo com a sua função:

  • Estrutura de suspensão: muito comuns por serem as mais simples e econômicas, essa estrutura tem como função apoiar os cabos condutores e para-raios, mantendo-os afastados do solo e entre si. Para isso, os cabos são grampeados nessa estrutura.
  • Estrutura de amarração ou ancoragem: já nesse sistema, as linhas seccionam mecanicamente, servindo de ponto de reforço e abertura eventual em situações específicas.
  • Estrutura de ângulo: essa estrutura é utilizada quando é necessária uma derivação em um ponto da linha.
  • Estrutura de transposição: estrutura destinada a facilitar a execução das transposições nas linhas de transmissão.

Fundações

A fundação mais adequada para uma torre de transmissão depende do tamanho das cargas, condições do subsolo e logística para a construção.

As torres metálicas estaiadas são mais econômicas e fáceis de montar, porém necessitam de uma maior área para a instalação, além de terreno com topografia regular. Construída através de estais horizontais, transversais e longitudinais, absorvem os esforços da estrutura. Assim, os componentes das resultantes horizontais são transmitidos ao solo.

As torres metálicas autoportantes são formadas de estruturas metálicas galvanizadas a fogo, sendo compostas por uma parte reta superior e uma parte piramidal na base. Formadas por módulos treliçados, tem-se três tipos de estrutura:

  • Rígidas: as que, independente da força da ação, não apresentam deformações elásticas perceptíveis em qualquer direção.
  • Flexíveis: são aquelas que podem apresentam deformações sensíveis (pórticos articulados).
  • Suportes mistos ou semirrígidos: essa estrutura apresenta rigidez em uma das direções principais, como por exemplo, os pórticos contraventados.

Torres de transmissão, além de muito importantes, são também complexas. Aqui abordamos resumidamente sobre as diferentes estruturas e como são formadas.

Como vimos, as estruturas mais utilizadas são as metálicas, feitas de cantoneiras metálicas. Este material é fornecido pela Votoraço em amarrados de 1 t linha leve e 2 t linha pesada, nos comprimentos de 6 m ou 12 m.

A Votoraço é referência no mercado brasileiro de aço e um dos seus diferenciais é o atendimento adequado e personalizado para você. Conheça o nosso site e fique por dentro dos nossos lançamentos. Quer saber mais sobre construção civil? Acompanhe o nosso blog!